Vale a pena trabalhar com o que não quer?

Em momentos de dificuldade de se encontrar um emprego, diversas vagas aparecem. Da a impressão que estamos sendo testados, pois aparece de tudo menos o que queremos. Mas será que vale a pena esperar a tão sonhada vaga, ou é melhor aceitar um trabalho, mesmo que não seja o que deseja?

É necessário avaliar 3 fatores para tomar esta decisão:

Você se conhece melhor do que ninguém.
Portanto reflita se você tem condições, principalmente psicológicas para poder realizar as tarefas que a vaga exige.
Faça isso de coração aberto e sem preconceitos, porque se você ver o serviço de forma negativa, cria objeções na sua mente e deixa de enxergas as possíveis oportunidades.

O trabalho esta de acordo com seus valores?
Nós temos o nosso próprio senso do que é certo ou errado. Por questões morais, comportamentais ou religiosas, temos o nosso limite para certas ações. É preciso avaliar se a empresa ou o serviço em si não vai contra estes limites. Uma pessoa que tem o perfil de se preocupar com o próximo dificilmente vai trabalhar com cobrança, onde tem que ser “agressiva” cobrando um desempregado. Será que uma pessoa como você se encaixa na vaga ou na empresa? Pesquise melhor para saber no que vai se meter.

O serviço é uma coisa a empresa é outra.
Aceitar um determinado trabalho é a porta de entrada em uma empresa. Pense no faxineiro do Google. Ele é um faxineiro, mas ele é do Google. Se a empresa tem um histórico de valorizar seus talentos, e dar oportunidades de crescimento, você pode estar no lugar certo. Conheço profissionais que começaram sua carreira em áreas operacionais e com as devidas oportunidades chegaram em cargos administrativos ou de chefia.

Se você tem condições de esperar, recomendo que o faça, porem se as pressões financeiras ou familiares exigem uma decisão urgente, avalie estes fatores. Mesmo aceitando um trabalho que não queira, não perca o seu foco em relação a sua carreira, mas como profissional, nunca deixe de fazer o seu melhor. Um emprego não é uma prisão, portanto se não se identificar, pode sair a qualquer momento. Mas entrar em uma empresa para realizar algo que você não imaginava pode ser bom, lhe trazer aprendizado, alem de agregar valor a sua experiência profissional e criar vínculos com novos colegas, e vai que você acaba gostando do que não conhecia ou não queria?

Jean Souza